Javier Etxezarreta/EFE
Javier Etxezarreta/EFE

Após dificuldades em fase de grupos, Hierro exalta confiança da Espanha

Espanhóis iniciam trajetória no mata-mata neste domingo, contra a Rússia

Gonçalo Junior, enviado especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2018 | 17h34

Dois dias antes do início da Copa do Mundo, a Espanha demitiu o técnico Julen Lopetegui. Na estreia, esteve atrás no placar por duas vezes. Diante do Marrocos, o mesmo cenário de adversidade. Baseado no histórico recente de superação, o técnico Fernando Hierro afirma que a equipe está confiante para a partida deste domingo contra a Rússia, valendo uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo.

+ 'Enfrentar a Rússia é tão difícil quanto o Brasil', diz David Silva

+ 'É uma partida de vida ou morte, mas não há pressão', diz técnico da Rússia

"Futebol é um jogo em que ganha que erra menos. Temos virtudes e defeitos como todos. Temos que ser inteligentes. Sabemos o que é preciso solucionar. Precisamos nos levantar quatro vezes e nos levantamos sempre. Duas com Portugal, duas com Marrocos. Temos muitas coisas para ser otimistas. O time esteve atrás do placar e soube se levantar", afirmou o treinador espanhol em entrevista coletiva neste sábado no estádio de Luzhniki.

A Espanha fez neste sábado seu último trabalho antes da decisão. Fernando Hierro não revelou os 11 titulares para o jogo contra a Rússia. A única mudança em relação ao último jogo deve ser a entrada de Koke no lugar de Thiago Alcântara. O treinador quer ter mais equilíbrio e poder de marcação no meio-campo.

As oscilações nos três jogos da fase de grupos motivaram inúmeras críticas ao time espanhol, que só conseguiu a vaga nos acréscimos da partida contra Marrocos. O treinador afirma que o grupo readquiriu a força e está preparado para enfrentar os donos da casa.

 

"Temos muita confiança no nosso trabalho, nos nossos jogadores. Analisamos os rivais, o que é bom, o que é falho, fazemos tudo isso. O time treinou bem, em alto nível, está em bom estado físico, mental", afirmou.

Quem avançar neste domingo vai enfrentar o vencedor de Croácia e Dinamarca nas quartas de final.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.