Divulgação
Divulgação

Após dois anos e meio parado, Judivan projeta temporada especial no Cruzeiro

"Acho que esse ano tem tudo para ser ainda mais especial. 2017 foi especial pela minha volta"

Estadão Conteúdo

06 Janeiro 2018 | 18h58

Após quase dois anos e meio afastado dos gramados, o jovem atacante Judivan, xodó da torcida do Cruzeiro, projeta que o ano de 2018 será especial em sua carreira. Recuperado da grave lesão no joelho esquerdo, o atacante voltou aos gramados em novembro de 2017 na 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro, quando marcou de pênalti um dos gols do empate com o Avaí, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

+ Confira a tabela do Campeonato Mineiro

"Acho que esse ano tem tudo para ser ainda mais especial. 2017 foi especial pela minha volta. Mas este ano quero que seja especial por estar lá dentro de campo, ajudando a equipe da melhor maneira possível. Poder começar o ano treinando normalmente, sem dor nem incômodo, já é uma vitória e tanto", afirmou.

O drama de Judivan, então um dos destaques da seleção brasileira sub-20, começou em 11 de junho de 2015, nas oitavas de final do Mundial da categoria, na Nova Zelândia, quando o cruzeirense sofreu entrada violenta do zagueiro uruguaio Mauricio Lemos e teve ruptura de vários ligamentos do joelho esquerdo. Até voltar no final do ano passado, o cruzeirense foi submetido a seis cirurgias, sendo que em uma delas lidou com um quadro de trombose pulmonar.

"O fato de ter terminado o ano normalmente, em condições de jogo, me dá tranquilidade para começar o ano de 2018 bem e fazer uma boa pré-temporada, poder entrar nos jogos e ajudar o Cruzeiro", comentou o jogador, que, como profissional, marcou três gols em 23 jogos com a camisa do Cruzeiro.

Para Judivan, que poderá fazer parceira com Fred no ataque, o time mineiro se reforçou bem e tem tudo para fazer uma boa temporada em 2018. "O Cruzeiro se reforçou bem. Vieram jogadores de altíssima qualidade que com certeza estão vindo para somar e nos ajudar".

Mais conteúdo sobre:
futebol Cruzeiro Esporte Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.