Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Após duas derrotas seguidas, Paquetá pede mais concentração ao Botafogo

Alvinegro foi derrotado por Corinthians e Flamengo após a retomada do Brasileirão

Estadão Conteúdo

25 de julho de 2018 | 18h50

Após duas derrotas em seus dois primeiros jogos como técnico do Botafogo, Marcos Paquetá disse em entrevista coletiva nesta quarta-feira que espera o time alvinegro mais concentrado no duelo contra a Chapecoense na quinta-feira, às 19h30, no estádio do Engenhão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Saulo exalta Jefferson e Gatito e se diz pronto para assumir gol do Botafogo

Após a pausa da Copa do Mundo, o Botafogo perdeu para o Corinthians e para o Flamengo, ambos os jogos por 2 a 0. Os duelos tiveram mando de campo do time adversário e agora o treinador finalmente poderá fazer o primeiro jogo diante de sua torcida.

"Precisamos melhorar essa nossa concentração e também valorizar o equilíbrio e personalidade da equipe para correr atrás do resultado mesmo com dificuldade. Que esses nossos bons números (de chances de gol) se reflitam em mais efetividade. A bola tem que entrar. Não temos que nos vitimizar com isso e sim trabalhar", disse o treinador.

Paquetá também lamentou os desfalques no Botafogo. No duelo contra a Chapecoense ele ainda não poderá contar com o meio-campista Marcos Vinicius e com o atacante Brenner, ambos no departamento médico.

"O Marcos Vinicius vinha de uma melhora acentuada, mas acabou tendo um outro problema em outra musculatura por conta do seu empenho em voltar. O Brenner a gente esperava que voltasse durante essa semana, mas ainda sente um incômodo e como teremos mais jogos importantes pela frente preferimos contar com ele totalmente recuperado para que possamos utilizá-lo sem problemas posteriores", explicou.

Outra baixa na equipe é a do goleiro Jefferson, que se machucou no clássico carioca. O veterano sofreu uma pequena fratura da cartilagem tireoide e edema de cordas vocais ao se chocar com Lucas Paquetá. Com isso, Saulo será o titular da meta do time contra a Chapecoense.

"Estive com Jefferson ontem (terça-feira). Aparentemente está ótimo, ainda mais que a esposa voltou. Já está falando, mas o médico pediu para ele não falar muito porque está num processo evolutivo de melhora. Acho que a tendência é melhorar. Agora é mais reação do organismo. Temos um grupo de Whatsapp em que os médicos estão sempre passando por lá. Todos os atletas estão em contato com ele por Whatsapp. Ele está muito confiante e muito feliz com a recuperação dele", afirmou.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoMarcos Paquetá

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.