Após eliminação, Capello tratará sobre seu futuro com a federação inglesa

Capello negou que iria deixar a seleção, mas confirmou que terá uma reunião com os dirigentes da federação inglesa

Efe

28 de junho de 2010 | 05h47

O técnico da seleção inglesa de futebol, Fabio Capello, descartou por enquanto renunciar de seu cargo e afirma que tratará seu futuro com a federação inglesa após o golpe sofrido no domingo por sua equipe contra a Alemanha.

 

Veja também:

link Gol não marcado leva ingleses a fazer coro por tecnologia

mais imagens GALERIA - Imgens de Alemanha 4 x 1 Inglaterra

blog LUIZ ZANIN - Que belo jogo

blog BATE-PRONTO - Erros decisivos

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador

 

Perguntado, após a saída de sua equipe do Mundial, se ia renunciar, Capello negou, explicou que "tem tempo para decidir" e que quer falar em qualquer caso com o presidente da Federação, Dave Richards.

 

Antes da competição, o técnico italiano assinou um contrato condicionado com a Federação pelo qual se comprometia a seguir à frente da seleção inglesa até o final da Eurocopa de 2012 na Polônia e Ucrânia.

 

No contrato corrigido uma cláusula que lhe permitia deixar seu atual emprego depois da atual Copa do Mundo foi eliminada. Sobre o jogo como tal, Capello se queixou do erro crasso da equipe de arbitragem ao anular o segundo gol inglês, que tinha constituído, segundo disse, o ponto de inflexão da partida.

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.