Após eliminação da Itália, Cesare Prandelli se demite

O treinador comandava a equipe italiana desde 2010, e sua maior conquista foi o vice-campeonato da Eurocopa, em 2012

Glauco de Pierri, O Estado de S. Paulo

24 de junho de 2014 | 16h30

O experiente técnico Cesare Prandelli não é mais técnico da seleção italiana de futebol. Ele pediu demissão logo após a equipe ser eliminada da Copa do Mundo ainda na primeira fase do torneio, nesta terça-feira – sua equipe jogava por um empate para continuar na competição, mas não foi bem,  perdeu por 1 a 0 para o Uruguai e ficou apenas na terceira colocação no Grupo D.

Prandelli assumiu a seleção logo após a Copa de 2010, na África do Sul, quando os italianos também caíram na fase de grupos. 

Ele comandou a Azzurra em  51 partidas e obteve 23 vitórias, 16 empates e 12 derrotas. Seu maior resultado foi o vice-campeonato da Eurocopa de 2012, quando foi massacrado na final contra a Espanha por 4 a 0. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.