Após eliminação, São Paulo demite Ricardo Gomes

Um dia depois de ser eliminado da Copa Libertadores pelo Internacional, o São Paulo anunciou, após reunião de sua cúpula no início desta tarde de sexta-feira, a demissão do técnico Ricardo Gomes. O treinador tinha contrato com o clube até a final da participação do time na competição continental e a diretoria são-paulina optou por não renovar o compromisso.

AE, Agência Estado

06 de agosto de 2010 | 15h52

"Houve um consenso entre as partes de que a melhor solução para o clube neste momento é essa (a demissão). Sua passagem pelo São Paulo foi digna, de muito trabalho e respeito. Ele é um dos grandes treinadores do futebol brasileiro, mas o futebol tem seus momentos e achamos que, ao término de seu contrato, a melhor saída para ambos seria essa", afirmou o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, em nota publicada pelo site oficial do clube.

Em seguida, o dirigente fez questão de mostrar que Ricardo Gomes deixou o clube com as portas abertas para um possível retorno no futuro, embora esteja longe de ser uma unanimidade no Morumbi. "Desejamos, claro, boa sorte em sua carreira. Ele é jovem e competente e continuaremos acompanhando seu trabalho", disse.

Depois de assumir o clube no ano passado, após a demissão de Muricy Ramalho, Ricardo Gomes comandou o São Paulo em 73 jogos, obtendo 38 vitórias, 15 empates e 20 derrotas, o que resultou em um aproveitamento de 60%.

O treinador levou o São Paulo para as semifinais do último Campeonato Paulista, no qual a equipe foi eliminada pelo Santos, e depois classificou a equipe para a mesma fase da Libertadores, principal objetivo do clube na temporada. Sem sucesso e contestado por torcedores e dirigentes, ele ficou com a sua permanência no cargo insustentável.

Ricardo Gomes deixa o São Paulo com o time na nona posição do Campeonato Brasileiro, torneio que o treinador chegou a estar muito próximo de conquistar no ano passado. Porém, o time sucumbiu na reta final da competição, cujo título ficou com o Flamengo. Na ocasião, o comandante assumiu a equipe na 16.ª posição da competição e conseguiu fazer a mesma brigar pela taça, fato deu força a ele no cargo naquela época.

Com a demissão de Gomes, o São Paulo anunciou que o time será dirigido interinamente por Milton Cruz no próximo domingo, contra o Atlético-PR, em Curitiba, pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um novo treinador deverá ser anunciado até a próxima semana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.