Após empate, Adriano pede paciência à torcida

Atacante considera empate normal e diz que São Paulo melhorará ao longo da disputa do Campeonato Paulista

Agência Estado,

07 de fevereiro de 2008 | 22h12

Depois de passar em branco no 0 a 0 com a Ponte Preta, Adriano voltou a marcar e fez o seu quarto gol com a camisa do São Paulo. Mas o centroavante saiu de campo decepcionado com o empate por 1 a 1 diante do São Caetano, nesta quinta. "Tropeços como este acontecem, mas precisamos ter um pouco mais de empenho para voltar a vencer", disse o camisa 10. "Ainda bem que consegui aproveitar bem a chance de cabeça que tive. Atacante é para isso mesmo, tem de estar ligado quando a oportunidade aparecer", comentou. Veja também: São Paulo empata com o São Caetano por 1 a 1 no Morumbi O centroavante não criticou a atuação dos companheiros, e até viu alguns pontos positivos. "Conseguimos chegar bastante ao ataque, mas faltou chutar um pouco mais", ponderou. "É preciso ter calma e tranqüilidade, porque ainda faltam muitos jogos para serem disputados", observou Adriano, que elogiou a entrada de Aloísio. "No segundo tempo, conseguimos nos entender bem, eu saí mais da área, e ele fez bem o pivô na frente." O goleiro Rogério Ceni ficou indignado com a marcação do pênalti e ironizou a atuação do árbitro. "Acho que não foi e não o perdôo. Mas não vou falar nada porque darei margem à polêmica", lamentou. "Cada um que ache o que quiser", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCAdriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.