Arquivo/AE
Arquivo/AE

Após empate, Álvaro cobra mais vontade no Flamengo

Zagueiro espera que elenco enfrente Vasco com mesma postura do último Campeonato Brasileiro

AE, Agência Estado

09 de abril de 2010 | 13h40

Depois de o Flamengo empatar por 2 a 2 com o Universidad de Chile, na última quinta-feira, no Maracanã, pela Copa Libertadores da América, o zagueiro Álvaro cobrou mais empenho da equipe flamenguista na partida do próximo domingo, contra o Vasco, na semifinal do segundo turno da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Veja também:

linkJornal chileno diz que Love só serve para abrir garrafas de Adriano

Álvaro ressaltou que a equipe precisa jogar durante os 90 minutos do duelo com a mesma postura apresentada apenas no segundo tempo do confronto com os chilenos. Ele lembrou a raça exibida na campanha do título brasileiro do ano passado como exemplo a ser seguido no domingo.

"Temos que acender aquela chama que tivemos quando conquistamos o hexacampeonato, ano passado. Precisamos dar chutão quando tiver que dar chutão. Para ser campeão, como fomos, precisa disso. Vamos mostrar a mesma vontade que tivemos no segundo tempo diante do Universidad de Chile contra o Vasco", afirmou o defensor.

E Álvaro não espera uma partida mais fácil contra o Vasco, apesar de o rival carioca ter sofrido para garantir uma vaga na semifinal da Taça Rio. "Eles mudaram de treinador, se classificaram no sufoco, mas não quer dizer que será fácil. Clássico é sempre especial. Às vezes um time está por baixo e, quando entra num jogo como esse, mostra todo seu potencial. Vale aquela velha máxima de não ter favorito", analisou.

Na fase de classificação da Taça Rio, o Flamengo venceu o Vasco por 1 a 0, em um jogo no qual o goleiro Bruno precisou defender dois pênaltis para garantir o triunfo flamenguista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.