Após empate, Cristóvão vê Fluminense mais longe do G4

Após empate, Cristóvão vê Fluminense mais longe do G4

Treinador reclama do alto número de empates da equipe, que continua caindo posições na tabela. Próximos jogos serão decisivos

Estadão Conteúdo

22 Setembro 2014 | 09h29

Se até a parte final do primeiro turno o Fluminense se dizia um concorrente ao título do Campeonato Brasileiro, agora a equipe já admite que até mesmo chegar ao G4 tem sido uma tarefa árdua. Afinal, o Flu somou apenas sete pontos dos últimos 18 possíveis (11 em 30) e agora amarga o sétimo lugar.

"Estamos andando pouco, empatamos muito nas últimas rodadas, tivemos derrotas. Por isso nos distanciamos, alguns encostaram. Nosso objetivo é dar um grande salto", comentou Cristóvão Borges. Nos últimos 10 jogos, foram cinco empates, três vitórias e apenas duas vitórias.

Com 36 pontos, o Fluminense está a quatro do Corinthians, o quarto colocado, e traça como meta voltar o quanto antes ao G4. "A busca é essa, primeiro passo é chegar à zona de Libertadores, temos condições. Se conseguirmos encaixar duas vitórias, chegaremos lá", diz Cristóvão.

As duas próximas rodadas serão decisivas. Afinal, na quarta-feira o rival é o Grêmio (quinto colocado) e no sábado a equipe carioca visita o São Paulo (segundo). Os dois jogos são fora de casa e, em Porto Alegre, Conca não joga porque estão suspenso.

"Ele (Conca) jogou praticamente todos os jogos no ano. Temos tido trocas constantes na equipe, muda um posicionamento ou outro. Vou ver se vai precisar mudar posicionamento, pois tenho de fazer a substituição que mantenha o nível alto de competição", explicou o treinador.

Para fechar a sequência tricolor do Fluminense, a equipe enfrenta o Bahia depois de Grêmio e São Paulo. Logo em seguida, tem jogos contra o Atlético-MG (sexto) e o Inter (quarto). Em cinco rodadas pode estar em jogo a vida do Flu no Brasileirão.

Mais conteúdo sobre:
futebol Fluminense Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.