Após empate, Levir prevê jogo emocionante e pede Atlético mais concentrado no Sul

Após o Atlético Mineiro arrancar o empate com o Internacional em 2 a 2 apenas nos acréscimos do segundo tempo no Independência, na noite de quarta-feira, o técnico Levir Culpi já adiantou que a definição da equipe classificada às quartas de final da Copa Libertadores se dará em mais um confronto emocionante.

Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 09h29

"Dificilmente, teríamos algo definido no primeiro jogo. As equipes se igualam, é um clássico do futebol brasileiro e teremos momentos emocionantes no jogo de volta também", afirmou o treinador atleticano, que também considerou que o empate foi injusto para o seu time, que foi superior ao Inter no jogo de ida das oitavas de final.

"Na minha opinião, foi um jogo com os melhores momentos pertencendo ao Atlético, que teve as melhores oportunidades. Mas, nas duas que eles tiveram, conseguiram marcar, de maneira meio esquisita, falhamos, mas, pelo volume que tivemos, pela intensidade e oportunidades, o mínimo seria o empate, talvez injusto pelo que fizemos, mas seria muito ruim perder essa partida da maneira como ela foi. Tivemos oportunidades, não tantas, mas bem mais contundentes que o Inter", analisou.

Levir apontou, porém, que o Atlético precisa evoluir para avançar na Libertadores e atuar mais concentrado no duelo de volta, no Beira-Rio. "Vejo que será uma partida nesse mesmo nível que jogamos hoje. As equipes são muito iguais, teremos oportunidades lá e o Inter também. Temos que estar mais concentrados do que hoje, mas houve uma intensidade grande na parte física, todo mundo correu o que dava, 100%, mas, na parte tática e técnica, dá para evoluir muito até o próximo jogo", comentou.

Na próxima quarta-feira, no Beira-Rio, o Atlético precisa vencer o Inter ou arrancar um empate por ao menos três gols para avançar às quartas de final da Libertadores. Antes, neste sábado, o time vai estrear no Campeonato Brasileiro diante do Palmeiras, no Allianz Parque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.