Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Após empate no Sul, Sampaoli evita fazer projeções no Santos

Técnico aponta altos e baixos dos times no Brasileirão como motivo para não fazer contas

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de outubro de 2019 | 07h23

Depois do encerramento da sequência positiva de três vitórias no Campeonato Brasileiro com o empate sem gols contra o Internacional neste domingo, o Santos, garante o técnico Jorge Sampaoli, irá voltar a ter um desempenho favorável e engatar uma nova leva de bons resultados.

O treinador argentino considera que a campanha do líder Flamengo destoa das demais equipes, inclusive do Santos, lembrou do período ruim que seu time passou recentemente e disse que a ideia é conquistar a pontuação máxima possível sem pensar, ainda, no desfecho do campeonato.

"Vencemos Vasco, Palmeiras, empatamos com o Inter, agora temos Ceará, Corinthians e Atlético-MG. Toda partida tem um sacrifício. Todos estão preparados para competir. Temos de respeitar os adversários. Flamengo está tendo um rendimento superlativo. Eles se preparam para este tipo de coisa também", avaliou Sampaoli.

"Vamos ver pelo que brigar em novembro. Tivemos um período ruim, vimos abrirem vantagem. Agora estamos tentando retomar pouco a pouco e seguir buscando", acrescentou o treinador.

Com o empate no Sul, o Santos soma 48 pontos e voltou a ocupar a terceira posição porque o Palmeiras, com o triunfo sobre o Botafogo, retomou o segundo posto, com dois pontos a mais. A diferença para o líder Flamengo aumentou para dez pontos.

O elenco do Santos se reapresenta na manhã desta segunda, no CT Rei Pelé. O treinamento terá apenas reservas em campo. Os titulares farão um trabalho regenerativo.

Haverá outras duas atividades antes do próximo duelo com o Ceará, marcado para quinta-feira, às 19h15, na Vila Belmiro, pela 26ª rodada do Brasileiro.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.