Após empate, Oswaldo pede 'melhor colocação possível' ao Flamengo

O Flamengo mais uma vez decepcionou seu torcedor. Em Brasília, não atuou bem e ficou somente no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, resultado que o tirou matematicamente da briga por uma vaga na Libertadores. Agora, é lutar pela "melhor colocação possível" nas últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro, como explicou Oswaldo de Oliveira.

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2015 | 10h29

"Agora vamos ter que continuar nessas condições. Vamos jogar essas duas partidas que faltam para conseguir terminar o campeonato na melhor colocação possível", declarou o treinador, já mirando os duelos diante Atlético-PR e Palmeiras. "Queremos acabar da melhor maneira possível no campeonato, e o ano que vem é consequência."

O confronto de domingo também foi mais um em que Guerrero passou em branco. O atacante peruano até deu uma bela assistência para o gol de Gabriel, mas segue sem marcar e em má fase com a camisa do Flamengo.

"O Guerrero realmente passa por momento difícil. Tem ficado nervoso, levado muitos cartões. Estamos fazendo o possível e conversando para ele poder se adaptar ao Flamengo. Alguns atacantes passam por isso. Temos procurado ajudá-lo. Queremos uma melhora, mas estamos insistindo, e ele quer voltar a fazer gol", comentou Oswaldo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.