Após empate, Richarlyson festeja gol no fim e critica torcida

'Eles pegaram no pé do Kaká, do Luís Fabiano e olha onde esses estão hoje', disse o volante do São Paulo

estadao.com.br,

21 de janeiro de 2010 | 00h54

Depois do gol que deu o empate por 1 a 1 para o São Paulo nessa quarta-feira contra o Mirassol, Richarlyson não demorou para desabafar, no Estádio José Maria de Campos Maia. Vaiado durante todo o jogo, o volante chegou até a debochar do comportamento de parte da torcida. "Eles pegaram no pé do Kaká (Real Madrid-ESP), do Luís Fabiano (Sevilla-ESP) e olha onde eles estão hoje".

 

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Mirassol 1x1 São Paulo 

especial QUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

"É difícil jogar contra os torcedores. Mas primeiro eu preciso agradar o Juvenal [Juvêncio, presidente do clube], depois ao Ricardo [Gomes, o técnico] e aos meus companheiros. Fui feliz de fazer uma linda jogada e marcar o gol de empate", disse o jogador.

 

A bronca das arquibancadas com Richarlyson já é antiga e ganhou força, principalmente, quando o jogador voltou da seleção brasileira com um futebol aquém do esperado. Alterando boas e más atuações, as críticas dos torcedores chegaram a diminuir, mas sempre ficaram no ar.

 

Mas Richarlyson não esconde que a equipe esteve longe do seu melhor futebol. A derrota já era dada como certa até que ele acertou um belo chute, da entrada da área, aos 44 minutos do segundo tempo.

 

"A gente sabe que a gente sabe que a torcida quer ver espetáculo. Não pude dar a vitória, mas fico feliz pelo empate", afirmou. "A gente levou um gol bobo no começo, mas, apesar de não vencer, conseguimos o empate. Pela luta, pela determinação, foi quase como uma vitória", completou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.