Divulgação/VIpcomm - 01/07/2010
Divulgação/VIpcomm - 01/07/2010

Após empate, Roth pede foco ao Inter no Brasileirão

Com a equipe gaúcha na 5.ª posição, técnico cobra concentração dos jogadores para evitar acomodação

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2010 | 08h43

Depois de ver o Internacional ficar no empate por 0 a 0 com o lanterna Ceará, no último domingo, no Beira-Rio, pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Celso Roth pediu mais concentração ao time no torneio nacional. O treinador quer evitar a acomodação após a equipe ter assegurado a conquista da Copa Libertadores da América, primeiro grande objetivo desta temporada.

Veja também:

linkGlaydson deve substituir Guiñazu no Internacional

linkInter só empata com o Goiás, mas sobe ao quinto lugar

BRASILEIRÃO - tabela Classificação | lista Resultados

"Sabíamos que seria difícil. O Goiás está em uma situação terrível. Jogou bem, teve oportunidades. Não tivemos boa atuação. O volume de jogo foi do Inter, mas o Goiás teve chances. Temos que retomar nossa marcação. Como ajustar as coisas sem tempo para treinar? Tem a conversa, as tentativas. Precisamos focar no Brasileirão. Precisamos estar mais ligados, concentrados e com atenção", cobrou o comandante.

Com o empate diante dos goianos, o Inter subiu para a quinta posição, mas ficou cinco pontos atrás de Botafogo e Cruzeiro, que hoje dividem a terceira colocação. Na próxima quinta-feira, o time terá o São Paulo como rival, no Morumbi, pela 22.ª rodada do Brasileirão. "Queríamos o resultado (de vitória contra o Goiás), mas infelizmente não deu. Temos que focar porque tem o Säo Paulo no meio de semana", também pediu o lateral-esquerdo Kléber.

Já o volante Guiñazu minimizou a importância do empate amargado em casa, lembrando que o Inter ainda tem tempo para buscar as primeiras posições. "O campeonato é longo, e em uma competição difícil como o Brasileiro a gente vai ter mais oportunidades de alcançar os líderes", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.