Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Após empate, time do Flamengo recebe elogios de Luxemburgo

Rubro-Negro ficou no zero contra o Shakhtar Donetsk em Brasília, mas treinador 'exige' triunfo contra o Vasco nesta quarta, em Manaus

Estadão Conteúdo

19 de janeiro de 2015 | 12h13

O Flamengo não passou de um empate por 0 a 0 com o Shakhtar Donetsk, no último domingo, no Mané Garrincha, no primeiro amistoso da equipe na preparação para a temporada 2015. Mesmo assim, o técnico Vanderlei Luxemburgo ficou satisfeito com o desempenho dos seus jogadores, destacando que a equipe ainda está sendo montada - os reforços Pará, Bressan, Arthur Maia e Marcelo Cirino estrearam nesta partida.

"É uma formação embrionária. Algumas mudanças podem acontecer. Pude observar o time no primeiro tempo e no intervalo mudei para encaixar, para não ser tão fácil a chegada deles. Estamos no caminho certo para evolução da equipe no futebol moderno", disse Luxemburgo, que fez muitos elogios ao Shakhtar Donetsk, que realiza excursão pelo Brasil.

"O Shakhtar está no meio da temporada. Veio aqui porque lá agora está -10ºC. Estamos falando de um time em que os jogadores jogam há muito tempo junto. Fazer comparação é ruim. Tivemos uma proposta, mas cobrar uma movimentação igual é um pouco demais. Gostei de ver o Marcelo melhor do que no jogo-treino em Atibaia. Saiu pela direita, pela esquerda, facilitou para os colegas encontrá-lo. A mudança de direção é algo fantástico, estar sempre variando. O Shakhtar tem um técnico há dez anos. Tem um jogador e o reserva com a mesma característica. Estou tentando fazer isso no Flamengo, mas estamos em outra realidade sul-americana", afirmou.

Em uma partida que terminou 0 a 0, o goleiro Paulo Victor foi o destaque do Flamengo e recebeu o reconhecimento de Luxemburgo. "O Paulo Victor já vive um grande momento desde 2014. E o Cesar tem um potencial fantástico. Estamos bem servidos", comentou.

Após empatar com o Shakhtar, o Flamengo segue para Manaus, onde disputará uma competição amistosa, o Torneio Super Series. O primeiro compromisso será na quarta-feira, na Arena Amazônia, diante do Vasco, e Luxemburgo admitiu a obrigação de vitória por se tratar de um clássico.

"Flamengo x Vasco tem rivalidade até na China. O torcedor não quer perder. Em Manaus, vai ter divisão de torcida e não quero perder. É um jogo importante, todos nós sabemos", comentou o treinador flamenguista.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoVanderlei Luxemburgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.