Érico Leonan/saopaulofc.net
Érico Leonan/saopaulofc.net

Após exames no São Paulo, Tchê Tchê afirma que vai trabalhar muito e falar pouco

Meia que foi campeão no Palmeiras com Cuca só vai poder estrear no Campeonato Brasileiro

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2019 | 13h29

Confirmado como nono reforço do São Paulo na temporada, o meia Tchê Tchê visitou o CT da Barra Funda nesta terça-feira, vestiu a camisa de treino do São Paulo e falou sobre seus primeiros planos e detalhes da negociação. A apresentação oficial ainda não está marcada.

"Desde que iniciaram as conversas, eu fiquei muito ansioso. Minha vontade foi estar aqui desde o início. O projeto que o São Paulo me apresentou foi fantástico. Trabalhar novamente com o Cuca, sabendo que ele tem a confiança em mim, é importante. A diretoria também está apostando muito em mim", afirmou Tchê Tchê que estava no futebol ucraniano, mas foi campeão brasileiro com o Palmeiras de Cuca em 2016.

"Minha relação com o Cuca começa desde que ele me ligou quando eu estava no Audax. E depois a gente trabalhou junto por um grande período. Fomos vitoriosos. Espero que a gente possa repetir isso. Muito feliz de estar reencontrando com ele. Espero que as coisas deem certo aqui", disse Tchê Tchê.

Contratado por 5 milhões de euros (R$ 22 milhões), o meia chega como principal contratação pedida pelo técnico. Na visão de Cuca, Tchê Tchê é peça fundamental por sua versatilidade. O ex-palmeirense realiza as funções de volante e meia com eficiência e se enquadra no modelo tático que o novo treinador quer implantar, com jogadores mais dinâmicos e participativos. "Sei que a expectativa é grande. Então espero corresponder à altura, trabalhar muito e falar pouco", disse o jogador de 26 anos.

O volante realizou exames médicos nesta terça-feira e já deve iniciar os treinos. Tchê Tchê não poderá atuar no Campeonato Paulista, pois o prazo para inscrição está encerrado. Sua estreia será feita apenas no Campeonato Brasileiro, que começa no dia 28 de abril. "Em 2016, eu também cheguei em um período de transição, do Paulista para o Brasileiro. Então, espero me enturmar o mais rápido possível", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.