Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Após falhar feio no Vasco, Martín Silva lamenta: 'Estou muito bravo comigo mesmo'

Goleiro acabou tendo atuação decisiva em derrota para o Grêmio, neste domingo

Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2018 | 22h42

De maneira inesperada, o goleiro Martín Silva se tornou a principal personagem na derrota do Vasco para o Grêmio, por 2 a 1, nesta tarde de domingo, em Porto Alegre, pela 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele engoliu um "frango" aos 49 minutos do segundo tempo, quando não defendeu um chute aparentemente fraco de Matheus Henrique. Ele mesmo continua se cobrando pela perda deste ponto importante do time na luta contra o rebaixamento.

"Estou muito bravo comigo mesmo. Foi uma fatalidade, porque a bola veio variando e não consegui pegar do jeito que tinha imaginado. Eu lamento muito pelo time, porque o jogo iria acabar empatado e a gente somaria um ponto importante", comentou.

Martín só falou sobre o lance do jogo na saída do estádio porque, desde a sua saída de campo, ele foi blindado por seus companheiros. "Ele nos salvou tantas vezes, então, não podemos falar nada. São coisas que acontecem", disse Yago Pikachu.

Por ironia do destino, o goleiro uruguaio já tinha recebido o terceiro cartão amarelo por retardar o jogo e não poderia entrar em campo na próxima rodada, quando o Vasco vai enfrentar o Atlético-PR, quarta-feira, às 19h30, no Rio.

Mas ele não atuaria mesmo porque foi convocado para defender a seleção do Uruguai em dois jogos, inclusive no amistoso contra o Brasil no dia 16. E, por isso, vai ficar de fora também do jogo no outro final de semana contra o Corinthians, em São Paulo. Em seu lugar deve entrar Fernando Miguel. O zagueiro Ricardo Graça e o meia Yago Pikachu também estão suspensos. O elenco volta aos treinos nesta segunda-feira à tarde.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.