Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Rui Vieira/AP
Rui Vieira/AP

Após ficar oito meses sem jogar, Raúl Jiménez volta a disputar uma partida pelo Wolverhampton

Centroavante mexicano, que sofreu uma lesão na cabeça em novembro de 2020 e foi submetido a uma cirurgia, foi titular no amistoso contra o Alexandra Crew

Redação, Estadão Conteúdo

17 de julho de 2021 | 19h50

Depois de ficar oito meses sem jogar em razão de uma grave lesão na cabeça, o centroavante Raúl Jiménez voltou a disputar uma partida pelo Wolverhampton. Com uma proteção especial, o mexicano de 30 anos foi titular no amistoso contra o modesto Crewe Alexandra, equipe da terceira divisão inglesa, na manhã deste sábado, 17. 

Sua presença, no entanto, não impediu a derrota da sua equipe. Com um belo gol no início do segundo tempo, marcado por Christopher Long, o Crewe Alexandra saiu vencedor do jogo que marcou a estreia do treinador Bruno Lage à frente do Wolves e que inaugurou os trabalhos do time inglês para a temporada 2021-2022.

Jiménez atuou por cerca de 30 minutos antes de ser substituído por Patrick Cutrone, atacante italiano que fazia a sua reestreia pelos Wolverhampton. Enquanto esteve em campo, o mexicano quase abriu o placar em cobrança de falta que acertou o travessão.

O motivo do afastamento de Jiménez ocorreu em novembro do ano passado. Em partida contra o Arsenal, no Emirates Stadium, o centroavante saiu de campo direto para o hospital após um choque de cabeça com o zagueiro brasileiro David Luiz que o deixou desacordado. A lesão obrigou o mexicano a se submeter a uma cirurgia no crânio, que o afastou das atividades com bola até maio deste ano, quando retornou aos treinos em campo. 

Com 110 partidas pelo Wolverhampton, Jiménez soma 48 gols e 18 assistências. Ele chegou ao clube inglês por empréstimo para a temporada 2018-2019, quando os Wolfes retornaram à Premier League. Após uma primeira temporada satisfatória, o jogador, então atleta do Benfica, foi adquirido pelo clube inglês em definitivo em abril de 2019, por 38 milhões de euros — R$ 165 milhões na cotação da época. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.