Marcio Fernandes/AE -17/05/2009
Marcio Fernandes/AE -17/05/2009

Após fim de acordo, São Paulo procura novo patrocínio

Diretoria da equipe tricolor procura acerto em torno de R$ 30 milhões, 60% a mais que o último contrato

AE, Agencia Estado

16 de janeiro de 2010 | 11h51

A parceria entre São Paulo e LG Electronics chegou oficialmente ao fim na sexta-feira. O clube enviou uma carta de agradecimento à empresa pela união que começou em abril de 2001, mas avisou que, pelas bases negociadas, não há possibilidade de uma renovação.

O São Paulo pediu R$ 30 milhões anuais para dar continuidade ao patrocínio nas camisas, mas a LG não aceitou o aumento de mais de 60% em relação ao último contrato - pagou R$ 18,5 milhões pela renovação de compromisso em janeiro de 2009. A oferta final da empresa, enviada nesta semana, foi de R$ 24 milhões.

Sem acordo com a LG, a diretoria são-paulina agora procura um outro interessado em atrelar sua marca ao São Paulo. Com isso, o time entrará em campo para enfrentar a Portuguesa, domingo, no Morumbi, na estreia do Campeonato Paulista, apenas com a IPS (In Plane Switching) nas mangas - a marca fica até fevereiro, quando acaba o contrato.

O objetivo do diretor de marketing do São Paulo, Adalberto Batista, é conseguir um patrocínio conjunto na casa dos R$ 40 milhões, ficando próximo do que foi obtido pelo rival Corinthians - o acordo corintiano com a Hypermarcas é de R$ 41 milhões. O São Paulo quer R$ 30 milhões pelo patrocínio principal da camisa e mais R$ 10 milhões pelas mangas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulopatrocinador

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.