Ricardo Duarte/Internacional
Ricardo Duarte/Internacional

Após fim de jejum do Inter, Guerrero mira o G4 do Brasileirão

'Temos que retomar nossos jogos, mas agora é descansar', diz o camisa 9 que completou cinco jogos sem marcar gols

Redação, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2019 | 22h30

O Internacional, mesmo com um jogador a mais desde os três minutos do primeiro tempo, sofreu para vencer o Avaí, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Patrick e Sarrafiore anotaram os gols do time gaúcho, encerrando uma série de cinco tropeços seguidos - três empates e duas derrotas - na competição.

O atacante Guerrero, que encarou maratona aérea após defender o Peru em amistosos nos últimos dias, até falou em descanso, mas focou na busca por colocar o time no G4, que dá vaga direta na fase de grupos da Libertadores. O Inter voltou ao G6 do Brasileirão, na sexta colocação com 42 pontos e está a dois do quarto colocado Corinthians.

"Conseguimos entrar no G6. Importante esta vitória. O objetivo é entrar no G4. Temos que retomar nossos jogos, mas agora é descansar para domingo (Vasco no Beira Rio)", disse o camisa 9 que completou cinco jogos sem balançar as redes.

O lateral Zeca, por sua vez, explicou a estratégia do Inter na Ressacada e contou o motivo de sua substituição ainda no intervalo. D'Alessandro entrou em seu lugar.

"A gente trabalhou bastante, conversou com o professor (Ricardo Colbachini) para tocarmos a bola. Tivemos a felicidade de sair com a vitória. Tinha tomado amarelo e a gente ficou com medo. No começo do jogo ele expulsou um jogador do Avaí (Wesley). Ficamos com medo dele compensar", revelou.

Já o zagueiro Bruno Fuchs valorizou o décimo jogo do Inter sem tomar gol no Brasileirão. "Conseguimos ficar sem tomar gol. Agradecer a Deus e ao professor", disse ele.

"Uma vitória da retomada. Estávamos batendo na trave, mas agora veio a vitória. Estávamos fazendo bons jogos, mas a vitória não vinha. O importante é que ela veio", completou o também zagueiro Roberto, que ganhou chance no time titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.