Após fracasso na Copa, técnico da Polônia pede demissão

O técnico Pawel Janas apresentou nesta quinta-feira a sua demissão do comando da seleção da Polônia, eliminada logo na primeira fase da Copa do Mundo, após duas derrotas para o Equador na estréia por 2 a 0 e para a Alemanha por 1 a 0. Logo após a eliminação, a Federação Polonesa anunciou que decidiria sobre o futuro do técnico polonês somente em uma reunião marcada para 14 de julho, mas Janas, que já treinava a equipe há três anos, se antecipou e pediu a demissão.Michal Listkiewicz, presidente da Federação, já havia comentado que caso Janas não continuasse, buscaria logo um substituto. O holandês Leo Beenhakker, técnico da seleção de Trinidad e Tobago, é o nome que aparece como o mais cotado para assumir o comando da Polônia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.