Após fracasso, República Tcheca anuncia novo treinador

Depois de ficar sem uma vaga na Copa do Mundo de 2010, a República Tcheca anunciou nesta terça-feira um novo treinador. Michal Bilek, ex-assistente técnico, assumirá a seleção do país, substituindo Ivan Hasek, que estava provisoriamente no cargo.

AE-AP, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 12h35

Hasek também é presidente da Federação Tcheca de Futebol e, quando assumiu como treinador, disse que só ficaria até o fim das Eliminatórias. Foi o dirigente quem indicou Bilek como seu substituto no cargo.

O novo treinador tem no currículo uma passagem pelo Sparta Praga, além de trabalhos em clubes de menor expressão, com Teplice, Blsany e Plzen. Como jogador, Bilek defendeu a Tchecoslováquia e a República Tcheca em 35 partidas, entre 1987 e 1995.

A seleção tcheca não foi nem mesmo para a repescagem europeia. O time ficou em terceiro lugar no Grupo 3. A Eslováquia classificou-se para o Mundial com a primeira posição - a Eslovênia, segunda, foi para a repescagem e enfrentará a Rússia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolRepública TchecaMichal Bilek

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.