PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP
PATRICIA DE MELO MOREIRA / AFP

Após fugir do Taleban, seleção feminina do Afeganistão faz 1º treino em Portugal

Jogadoras se exilaram no país europeu para seguir praticando o esporte e se preparam para partida contra o Benfica

Redação, AFP

01 de outubro de 2021 | 08h50

Forçadas a fugir do Afeganistão após o retorno do Taleban ao poder, as jogadoras da seleção afegã de futebol feminino foram recebidas com suas famílias em Portugal. No país europeu, as atletas voltaram a treinar pela primeira vez nesta semana em um estádio em Odivelas, ao norte da capital Lisboa.

As jogadoras e suas famílias chegaram a Portugal no dia 19 de setembro com um grupo de 80 refugiados afegãos e temporariamente alojados em hotéis. À agência AFP, Omul Banin Ramzi, jogadora da seleção juvenil, não escondeu a alegria de poder voltar a fazer o que mais gosta. 

"Não acredito. Estou muito feliz por voltar a jogar. A situação no Afeganistão era muito difícil. Estou muito feliz por estar em Portugal, o país de Cristiano Ronaldo", disse Ramzi, sob os olhos do pai orgulhoso que acompanhou as atividades da equipe.  

Na véspera da chegada a Portugal, as jovens futebolistas encontraram-se com o capitão afegã Farkhunda Muhtaj, que veio do Canadá para lhes trazer material desportivo, orientá-los nas primeiras sessões e preparar o próximo amigável de sábado, frente à equipefeminina do Benfica.

“Ainda há muito trabalho a ser feito”, explica Muhtaj, 23, que voltará ao Canadá em breve, embora espere continuar treinando regularmente.

Fugir do Afeganistão não foi fácil. Os jogadores tentaram várias vezes sair do país desde meados de agosto, mas só foi possível "graças a uma operação conjunta das autoridades americanas e portuguesas", afirmou o governo português em nota.

Desde seu retorno ao poder no Afeganistão em 15 de agosto, o Taleban deu a entender que as mulheres poderiam praticar esportes, mas sob algumas condições estritas, especialmente sem serem vistas pelo público. Em seu primeiro mandato no poder, entre 1996 e 2001, o grupo fundamentalista islâmico proibiu as mulheres de praticar ou assistir qualquer atividade esportiva. Várias dezenas de milhares de afegãos fugiram do país desde o retorno ao poder do Taleban por medo de represálias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.