Washington Alves| Lightpress
Washington Alves| Lightpress

Após gol de falta pelo Cruzeiro, Sanchez Miño revela sua inspiração

O meia Alex é um dos ídolos do jogador

Estadão Conteúdo

06 de abril de 2016 | 12h03

O primeiro gol marcado pelo polivalente Sanchez Miño pelo Cruzeiro foi especial. No último fim de semana, o argentino anotou um dos gols do triunfo por 2 a 0 sobre o Guarani de Divinópolis, encerrando um longo jejum, de seis meses, do time sem marcar em cobranças da falta. Questionado sobre inspirações que possui para as cobranças, ele citou um dos principais ídolos da história recente do clube, o meia Alex.

"Sempre trato de olhar jogadores que sabem bater bem na bola. Na Argentina, creio que se viu muito o Alex, que tem boa batida, um exemplo para todos os jogadores. Sempre quis ter esse estilo de batida, que não é fácil. Fiquei contente por fazer um gol", disse.

Meio-campista de origem, Sanchez Miño chegou ao Cruzeiro no início do ano junto com uma legião de estrangeiros, como Matias Pisano, Federico Gino e Lucas Romero. E ele conquistou a confiança do técnico Deivid, que o tem escalado como titular da lateral esquerda.

"Estou muito contente por ter feito o primeiro gol, mas o mais importante foi vitória, que nos manteve na liderança do torneio. É lindo ter compatriotas em campo de jogo, mas a realidade e que não há nacionalidade, vestimos todos a mesma camisa. O clube é muito importante, estou orgulhoso em vestir a camisa azul", afirmou.

No próximo fim de semana, porém, Sanchez Miño desfalcará o Cruzeiro. Suspenso, ele ficará fora do duelo com o Boa, domingo, em Varginha, pela rodada final da primeira fase do Campeonato Mineiro e deverá ser substituído por Fabrício.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.