Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Após gol de Ibra anulado, Manchester United vence com virada 'relâmpago'

Equipe chega à vitória com gols aos 39 e 41 minutos do segundo tempo

Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2016 | 15h59

O Manchester United sofreu e viu um gol de Ibrahimovic ser anulado em um lance polêmico, mas conseguiu vencer o Middlesbrough por 2 a 1, neste sábado, em casa, no Old Trafford, graças a uma virada "relâmpago" conquistada nos minutos finais do confronto válido pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Campeonato Inglês.

Foi a quinta vitória seguida do United, que conseguiu embalar na reta final do ano, dando novo fôlego ao técnico José Mourinho após amargar fases muito ruins nesta temporada. O novo triunfo levou a equipe de Manchester aos 36 pontos no sexto lugar, agora empatada com o Tottenham, quinto colocado nos critérios de desempate e que neste domingo encara o Watford, fora de casa, no complemento desta rodada.

Assim, o United também se manteve bem na briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões, enquanto o Middlesbrough amarga a 16ª posição, com 18 pontos, e segue próximo à zona de rebaixamento. A área de risco da tabela é encabeçada pelo Sunderland, que em outro duelo deste sábado foi goleado pelo Burnley por 4 a 1, fora de casa, com três gols de Gray, e ficou com 14 pontos na 18ª colocação. O Burnley é o 11º, agora com 23 pontos.

No duelo deste 31 de dezembro, o United desperdiçou muitos gols e, na primeira vez que marcou, viu o árbitro anular o seu tento em um lance polêmico. Aos 39 minutos do primeiro tempo, apenas um depois de ter acertado um chute de fora da área que explodiu na trave, Martial fez bela jogada pela esquerda e cruzou para Ibrahimovic, que deu uma "voadora" na bola para balançar as redes.

O juiz, porém, considerou a ação do astro sueco como jogo perigoso e anulou o gol. Para o árbitro, o atacante cometeu falta no goleiro espanhol Valdés, seu ex-companheiro de Barcelona e que depois também defenderia, sem sucesso, o próprio United.

Valdés, por sinal, vinha tenho grande atuação na partida e estava garantindo o empate até que o Middlesbrough surpreendeu ao abrir o placar aos 21 minutos do segundo tempo. Após cruzamento de Forshaw, Negredo escorou de cabeça para Leadbitter, que chutou cruzado no canto esquerdo baixo do também goleiro espanhol De Gea.

O United não se abalou com o gol e manteve a carga ofensiva, mas seguia parando em Valdés ou esbarrando na sua própria incompetência para finalizar as jogadas. Porém, aos 39 minutos, finalmente conseguiu o empate. Pogba fez um lançamento longo para Ibrahimovic, que pareceu ter "parado no ar" para escorar de cabeça a bola e deixar Martial na cara do gol. E o camisa 11 desta vez não perdoou ao bater colocado e deixar tudo igual.

E, pouco mais de um minuto depois, aos 41, o United conseguiu uma improvável e incrível virada com outro belo gol. Mata tentou o cruzamento da direita, a bola bateu em um defensor e voltou para o próprio espanhol, que deu sorte no lance ao ficar com a sobra e cruzar para Pogba. Com tranquilidade e precisão, o astro francês cabeceou no ângulo esquerdo de Valdés, que nada pôde fazer no lance.

OUTROS JOGOS

Também em jogo já encerrado neste sábado por esta rodada do Inglês, o West Bromwich se garantiu na oitava posição, com 26 pontos, ao bater o Southampton por 2 a 1, de virada, fora de casa. O resultado fez a equipe ultrapassar o próprio Southampton, agora nono colocado, com 24 pontos.

Já o atual campeão nacional, Leicester, ganhou fôlego em sua luta para se afastar da zona de rebaixamento ao superar o West Ham por 1 a 0, em casa, graças a um gol marcado por Islam Slimani aos 22 minutos do primeiro tempo. O resultado positivo levou a equipe aos 20 pontos na 15ª posição, enquanto o time londrino estacionou nos 22 pontos e é o 13º.

Já o Bournemouth ampliou ainda mais o drama do lanterna Swansea ao vencer o rival por 3 a 0, no País de Gales. Assim, a equipe galesa estacionou nos 12 pontos na última posição, enquanto os visitantes foram aos 24 pontos na décima colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.