Após gol decisivo, Daniel Alves diz que vaga é merecida

O Brasil esteve perto de ter que disputar a prorrogação nesta quinta-feira para decidir a vaga à final da Copa das Confederações. Mas o lateral-direito Daniel Alves cobrou com perfeição uma falta na entrada da área, já aos 42 minutos, e definiu a vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul. Após o triunfo suado em Johannesburgo, o jogador do Barcelona comemorou o gol decisivo e disse que a classificação fez justiça à campanha da seleção brasileira.

AE, Agencia Estado

25 de junho de 2009 | 18h07

"Um trabalho tão bonito que a gente estava fazendo, é merecido estar na final", afirmou Daniel Alves, que tinha acabado de entrar na partida. "Eu estava ali atrás do gol pensando: ''me coloca no jogo''", contou, lembrando a Copa América de 2007, quando entrou na vaga de Elano e marcou um dos gols da vitória por 3 a 0 sobre a Argentina. Na comemoração desta quinta, ele levantou a camisa e mostrou as tatuagens com os nomes de seus filhos. "É sempre importante lembrar eles."

Antes da bela cobrança, que acertou o canto esquerdo do goleiro Khune, passando por fora da barreira, Daniel Alves mostrou muita concentração. Para ele, o ritual foi fundamental. "No momento sempre tem que estar bastante concentrado onde vai colocar a bola. E graças a Deus eu tive a felicidade de acertar um bom chute", disse o lateral. Agora, a expectativa do jogador é de poder atuar na grande final contra os Estados Unidos, no próximo domingo.

Nesta quinta-feira, o técnico Dunga colocou Daniel Alves fora de sua posição, na esquerda. Isso porque André Santos não vinha bem no segundo tempo. A improvisação, porém, não incomoda o herói da classificação. "A gente quer somar. Meu objetivo é estar na seleção, estar sendo útil", comentou. "O mais importante é isso, poder ajudar o grupo e corresponder a confiança que está sendo depositada em mim."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.