Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Após golaço contra o Grêmio, Gilson exalta garra do Botafogo e já fala em títulos

Lateral-esquerdo fez o gol da vitória nos acréscimos no último sábado

Estadão Conteúdo

01 Maio 2018 | 19h50

Herói da vitória do Botafogo por 2 a 1, no último sábado, com um golaço nos acréscimos da partida contra o Grêmio, o lateral-esquerdo Gilson está confiante na boa sequência da equipe no Campeonato Brasileiro e, inclusive, já fala em títulos.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Botafogo vence os reservas do Grêmio com gol nos acréscimos

+ Mais notícias do Campeonato Brasileiro

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira, antes do treinamento que adentrou a noite, o jogador de 31 anos observou que a garra demonstrada dentro de campo tem premiado o time com gols no final das partidas. "(O técnico Alberto) Valentim sempre quis que a gente criasse um time aguerrido e não desistisse nunca das bolas. Em vários jogos fizemos gols no final da partida e isso mostra que acreditamos até o final. Enquanto o juiz não apitar, temos chance de vencer".

Para o lateral-esquerdo, o triunfo diante do atual campeão da Copa Libertadores dá moral ao time alvinegro, em sexto lugar no Brasileirão com 5 pontos - uma vitória e dois empates. "Nosso pensamento é sempre lutar por títulos, sempre buscar a melhor colocação na competição que disputamos. Somos equipe grande e equipe grande tem que brigar por títulos".

Em seguida, Gilson ponderou. "Vencer o Grêmio, que nos últimos anos vem conquistando títulos com o Renato Gaúcho, nos dá moral, confiança, mas temos que manter os pés no chão. Está só no início".

Antes de pensar no próximo compromisso - neste domingo contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte -, Gilson curte a atual fase. Autor do gol de número 500 do Botafogo no estádio do Engenhão, o jogador brinca com a marca histórica. Sobre receber uma placa do clube pela façanha, afirmou não esperar pela honraria. Mas... "Não, fiquei muito feliz. Não sabia realmente que eu marquei o gol 500 no nosso estádio, mas não tem nada. Se diretoria achar que mereço algo, ficaria muito feliz. É isso", disse aos risos.

Depois da entrevista, Gilson foi para o campo onde teve um novo companheiro no treino. O meia João Pedro, de 21 anos, recém-chegado do Atlético Paranaense por empréstimo, fez a sua primeira atividade junto com o elenco alvinegro. O Botafogo deve anunciar nesta semana oficialmente a contratação do atleta, aprovado nos exames médicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.