Após goleada, Beckenbauer defende treinador da Alemanha

Apesar da goleada de 4 a 1 sofrida pela Alemanha no amistoso da última quarta contra a Itália, o ex-jogador Franz Beckenbauer expressou, nesta sexta-feira, seu apoio ao técnico da seleção alemã Jürgen Klinsmann e disse acreditar que o time fará um bom papel no Mundial, descartando uma troca no comando técnico."Uma discussão sobre o técnico a três meses da Copa seria a pior coisa que poderia acontecer. Jürgen Klinsmann comandará nossa equipe durante o Mundial e ninguém fará oposição", afirmou Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa, em artigo publicado nesta sexta pelo jornal alemão Bild."As três derrotas desta temporada (2 a 0 para a Eslováquia, 2 a 1 para a Turquia e 4 a 1 para a Itália) foram fora de casa. Para os estádios estrangeiros nossos jogadores parecem muito imaturos. Mas, jogando na Alemanha, com a euforia dos torcedores, o time é capaz de fazer coisas grandes como a que vivemos durante a Copa das Confederações", recordou o ex-jogador.Apesar do apoio, Beckenbauer terminou o artigo fazendo uma crítica ao técnico Klinsmann, por ele declarar que a seleção ainda está em processo de evolução. "Para evoluir já é um pouco tarde", expôs Beckenbauer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.