Satiro Sodre/SSPress
Satiro Sodre/SSPress

Após goleada, Botafogo precisa de uma reação imediata

Eliminação da Copa do Brasil faz o técnico Oswaldo de Oliveira focar no Brasileirão

AE, Agência Estado

26 de outubro de 2013 | 08h04

RIO - No Botafogo, nenhum desastre é motivo de pessimismo. Após ser surpreendido, goleado e eliminado da Copa do Brasil pelo Flamengo, comissão técnica e jogadores botafoguenses já começaram a ensaiar um antídoto para conter a fase irregular do time. Para eles, a queda na última quarta-feira foi até boa, porque vai permitir concentração exclusiva no Brasileirão, competição na qual volta a jogar neste sábado, diante do Atlético-MG, a partir das 18h30, no Maracanã. O Botafogo inicia a 31ª rodada em quarto lugar, com quatro pontos de vantagem para o quinto colocado Goiás (50 a 46). A princípio, a vaga na Libertadores estará garantida para os quatro melhores do Brasileirão. Mas se um clube do Brasil for campeão da Copa Sul-Americana, somente os três que somarem mais pontos no campeonato nacional vão disputar o torneio internacional.

Por isso, o elenco botafoguense precisa superar rápido a eliminação na Copa do Brasil e dar a reposta neste sábado, diante do Atlético-MG. O técnico Oswaldo de Oliveira tentou não demonstrar abatimento com o show de bola que seu time levou do Flamengo, curiosamente ainda sob ameaça de rebaixamento no Brasileirão. Antes do treino de sexta-feira, ele conversou por duas horas com os atletas e lhes disse que o objetivo principal é a vaga na Libertadores de 2014 - nas suas contas, mais quatro vitórias em oito jogos assegurariam a presença do Botafogo na competição, da qual o clube está afastado desde 1996. As palavras de incentivo do técnico serão colocadas à prova neste sábado. O clima no Botafogo ficou ruim depois da goleada para o Flamengo no clássico e a torcida promete protesto em caso de novo revés. Na sexta-feira, inclusive, a polícia esteve no Engenhão para impedir eventuais manifestações de torcedores. Mas nenhum incidente foi registrado.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.