Após goleada, Camacho é demitido da seleção chinesa

A Associação de Futebol da China anunciou nesta segunda-feira a demissão do técnico José Antonio Camacho do comando da seleção nacional após uma derrota por 5 a 1 para a Tailândia, em amistoso disputado no dia 15 de junho, em Hefei. Em seu site oficial, a entidade disse que as partes chegaram a um acordo para encerrar o contrato e os advogados vão se reunir para definir os detalhes financeiros da rescisão.

AE-AP, Agência Estado

24 de junho de 2013 | 11h01

Segundo a associação, em seus 22 meses no cargo, o espanhol não conseguiu alcançar os resultados esperados e a China despencou no ranking mundial. "Camacho já não tem a base de confiança para treinar a seleção nacional e uma mudança de treinador já não pode ser evitada", afirmou.

A derrota para a Tailândia foi a terceira da China em menos de 15 dias - antes a equipe havia perdido amistosos para Usbequistão e Holanda. A seleção chinesa ocupa apenas a 95ª colocação no ranking da Fifa e foi eliminada precocemente, na terceira fase, nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2014. O nome do substituto de Camacho ainda não foi definido.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChinaJosé Antonio Camacho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.