Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Após goleada, Corinthians comemora ter mais que um 'time titular'

Reservas se destacaram em goleada sobre o Vasco e mostram para o técnico Fábio Carille que podem ser úteis

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2017 | 10h59

Os jogadores do Corinthians ressaltaram a força do elenco alvinegro após a vitória por 5 a 2 sobre o Vasco, quarta-feira, em São Januário. Sem poder contar com Fagner, Rodriguinho e Romero, que estavam com suas seleções nacionais, o técnico Fábio Carille teve que apostar nos reservas, que deixaram o Rio de Janeiro satisfeitos com a boa atuação e acreditam que conseguiram mostrar para o treinador que podem ser úteis.

Clayton, autor de dois gols, destacou a força do elenco alvinegro. "A partida foi muito boa para a equipe do Corinthians. É bom exaltar a força do grupo, pois três jogadores foram para a Seleção e o Marquinhos (Gabriel) e o Clayson entraram muito bem, assim como o Paulo Roberto, na lateral. Eu, o Pedrinho e o Giovanni (Augusto) também entramos no segundo tempo e ajudamos. Isso mostrar a força do grupo, algo importante neste momento."

Apesar da alegria pela vitória, Clayton se esquivou sobre a possibilidade de colocar o Corinthians entre os favoritos para o título do Brasileiro. "Há vários favoritos no Campeonato Brasileiro. Começamos muito bem e espero que possamos manter essa sequência jogo a jogo. Não adianta falar que é favorito, pois está no começo do campeonato"

Titular pela primeira vez desde que chegou ao Corinthians, Clayson também fez questão de ressaltar a qualidade do elenco alvinegro. "O Corinthians não tem só 11, mas sim, um grupo forte. É importante somar pontos fora de casa. O Corinthians tem de manter essa pegada para brigar lá em cima sempre", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.