Mailson Santana / Fluminense FC
Mailson Santana / Fluminense FC

Após goleada, Egídio elogia Flu e fala sobre Fred: 'Vou mandar um zap'

Lateral-esquerdo quer voltar a jogar com o atacante, companheiro da época de Cruzeiro

Redação, Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2020 | 21h24

O Fluminense conquistou sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Carioca ao derrotar o Bangu por 5 a 1, em Moça Bonita. Estreando com a camisa tricolor, o lateral Egídio elogiou a postura da equipe na goleada e se colocou à disposição do técnico Odair Hellmann para o clássico contra o Flamengo.

"Estreia boa, seguro ali. No segundo tempo, o time todo sofreu um pouquinho ali, mas acho que seria normal. O Bangu está mais preparado fisicamente, treina há mais tempo. O time se mostrou forte, saiu na frente, levou o empate num pênalti, ainda continuou em cima e conseguimos um placar elástico. O time está de parabéns, achei que minha estreia foi positiva junto com o time", analisou o lateral, titular neste domingo.

"Estou treinando e me preparando para jogar. Hoje tive oportunidade, consegui ir bem, suportar. No fim, o sol quente deu uma abafada, mas o jogo já estava praticamente definido e deu para dar uma seguradinha. Agora é treinar, descansar e se preparar. Se precisar contar com a gente, pode contar."

Egídio comentou também sobre a possibilidade do Fluminense contratar o atacante Fred, com quem trabalhou recentemente no Cruzeiro. As partes têm uma reunião nesta segunda-feira e há a possibilidade de o atacante voltar às Laranjeiras.

"Estamos na expectativa, queremos que ele volte para o Fluzão, tomara que dê tudo certo e encaminhe a volta dele para cá. Tenho certeza que vai nos ajudar. Estou na torcida junto com os tricolores para que ele volte para cá. Depois desse 5 a 1, vou mandar um 'zap' para ele e falar: 'Vem para o Fluzão, olha como é que tá'", concluiu.

O técnico Odair Hellmann foi outro quem comemorou a goleada do Fluminense neste domingo. O treinador tratou o resultado como "atípico" e festejou a força ofensiva da equipe. "O placar não é normal. Fazer cinco gols não é normal. Quando fazemos, é preciso para comemorar. Pode ter sido atípico, mas nossa equipe produziu essa oportunidades e converteu em gols. Que bom que as coisas estão acontecendo, que estamos conseguindo implementar essa ideia de grupo. Espero que a gente siga nesse processo de evolução. Estamos felizes, mas é um início ainda", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseEgídioFred

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.