Rodrigo Coca / Agência Corinthians
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Após goleada, Mancini diz que Corinthians e Palmeiras 'chegam iguais' ao clássico

Equipe alvinegra venceu seus últimos quatro jogos, enquanto time alviverde garantiu classificação para final da Libertadores

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2021 | 05h00

Próximo adversário do Corinthians no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras está à frente na classificação e garantido nas decisões da Copa do Brasil e da Libertadores. Mas nem por isso vive um momento melhor. Essa, ao menos, é a avaliação de Vagner Mancini, lembrando que a sua equipe vem em uma série invicta de sete jogos, com quatro triunfos consecutivos. Por isso, crês que os times vão duelar na próxima segunda-feira, no Allianz Parque, estando em momentos bem parecidos.

"Eu acho que os times chegam iguais. Os dois vivem boa fase. O Palmeiras está na final da Copa do Brasil, da Libertadores, é óbvio que vamos enfrentar uma equipe que está numa grande temporada. O Corinthians se recuperou ao longo da temporada. Mas chegam iguais. É um Dérbi, um jogo que envolve muita rivalidade acima de tudo, do nosso lado a gente vai tentar de todas as formas fazer um grande jogo e sermos merecedores daquilo que queremos", disse.

A ascensão do Corinthians sob o comando de Mancini é, de fato, notória. São 15 jogos do time com o treinador, sendo oito vitórias, quatro empates e três derrotas. E o time ascendeu para a oitava colocação no Brasileirão, na briga por uma vaga na Libertadores. O desempenho, claro, é celebrado pelo técnico, ainda que pedindo pés no chão.

"A recuperação do time me deixa muito feliz, porque vejo uma equipe jogando um futebol vistoso, hoje fez os gols que nas últimas partidas estava perdendo. A gente sai feliz, contente, mas sabendo que ainda não está bom. Vamos colocar os pés no chão, sabendo que tudo isso é um processo, e daqui a pouco vamos chegar onde queremos chegar", disse.

Na noite de quarta-feira, o Corinthians fez 5 a 0 no Fluminense, na Neo Química Arena, com gols de Jô, Cazares, Fágner, Mateus Vital e Luan. E Mancini destacou a atuação coletiva do setor ofensivo.

"Dá para dizer que o Corinthians fez um bom jogo, teve organização, foi uma equipe equilibrada, jamais perdeu o controle do jogo, isso mostra o trabalho que vem sendo feito, a dedicação dos jogadores, e a hora que você chega no jogo você vê isso, uma equipe que quer vencer, mas não de qualquer forma. Ela quer vencer organizada em campo. Hoje, o time soube marcar bem, atacou pelos dois lados do campo", concluiu. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.