Após goleada, Nigéria quer definir vaga na quinta, contra o Uruguai

Africanos chegaram com tranquilidade a Salvador e sabem que partida contra uruguaios será decisiva para ir à semifinal

Vítor Marques - Enviado Especial, O Estado de S. Paulo

19 de junho de 2013 | 07h43

SALVADOR - A Nigéria chegou à capital baiana em clima de tranquilidade após a goleada de 6 a 1 sobre o Taiti, na estreia da equipe na Copa das Confederações. Os jogadores desembarcaram sem passar pelo saguão do aeroporto, o que tem sido praxe das delegações na competição, e foram direto para o hotel. À noite, o técnico Stephen Keshi promoveu um treinamento no estádio do Pituaçu, mesmo debaixo de chuva em determinado momento.

 

A Fifa anunciou que o primeiro gol marcado contra o Taiti, de Uwa Echiejile, na verdade foi feito por Nicolas Vallar contra sua própria meta. Mas isso não abalou a confiança dos atletas, principalmente de Nnamdi Oduamadi, artilheiro da competição com três gols.

 

Ele tem como ídolo um ex-jogador brasileiro que deu seus primeiros passos no futebol há 20 anos, no mesmo estádio onde ele brilhou na goleada sobre o Taiti por 6 a 1: Ronaldo Fenômeno. A vida de Oduamadi se cruzou à do ex-atacante em 2008 no Milan. Oduamadi tinha 17 anos quando chegou ao time italiano e o brasileiro ainda jogava lá.

 

Bastaram alguns treinos juntos para que o Fenômeno virasse seu modelo como jogador. "É o melhor atacante que eu vi jogar, gostaria de um dia ser como ele", disse Oduamadi, ainda no Mineirão, estádio que viu Ronaldo despontar como profissional, pelo Cruzeiro, em 1993. "Gostei muito do Mineirão, do gramado, é um grande estádio", afirmou o nigeriano.

 

Felicidade

 

Oduamadi construiu sua curta carreira de jogador na Itália. Mas o atacante não teve muitas chances no Milan e foi emprestado ao Torino e ao Varesse, clube em que atua hoje e que disputa a segunda divisão. O atacante ficou feliz com sua atuação contra o Taiti e vê a Nigéria com boas chances de avançar à semifinal da Copa das Confederações.

 

"Tenho certeza de que iremos longe na competição."

O jogo decisivo para os nigerianos será amanhã em Salvador, contra o Uruguai, rival considerado mais fácil que Espanha, que deve ficar em primeiro no Grupo B. De qualquer maneira, os africanos estão levando a sério o confronto que definirá u classificado para a semifinal da Copa das Confederações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.