Marcelo Sadio/Divulgação
Marcelo Sadio/Divulgação

Após gols de cabeça em vitória, jogada áerea do Vasco é elogiada

"A bola parada é uma variante e aproveitamos bem", afirma treinador

Estadão Conteúdo

01 Março 2015 | 11h21

O Vasco esteve longe de fazer uma partida brilhante diante do Bangu, mas contou com uma arma que vem se provando forte em 2015 para vencer por 2 a 0, no último sábado, em São Januário, pelo Carioca. Foi em jogadas de bola parada que os zagueiros Rodrigo e Luan marcaram os gols que garantiram o triunfo, o que fez o técnico Doriva elogiar este fundamento.

"A bola parada é uma variante e aproveitamos bem. Logicamente queremos que os gols também aconteçam de maneira trabalhada, mas não saiu. Estou satisfeito porque esse estamos aproveitado bem esses lances importantes", declarou o treinador.

Mas não foi só neste quesito que a atuação do Vasco agradou Doriva. Ele se mostrou satisfeito com a forma como seus jogadores se portaram em campo, principalmente no primeiro tempo. A análise do técnico, no entanto, vai de encontro com a da torcida, que vaiou alguns nomes, como o meia Marcinho.

"Conseguimos fazer pressão. Marcamos adversário no campo dele e roubamos a bola já perto de sua área. É humanamente impossível fazer isso durante 90 minutos, mas essa é a ideia. Criamos chances e poderíamos ter feitos outros gols, principalmente no primeiro tempo", comentou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Campeonato Carioca Vasco Doriva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.