Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Após greve e hotel sem pagar, Batatais se supera e ganha na Série A2 paulista

Sem receber, jogadores aceitaram viajar após promessa de acerto

Estadao Conteudo

15 Fevereiro 2017 | 22h34

Os quatro jogos disputados nesta quarta-feira pela quinta rodada do Campeonato Paulista da Série A2 - a segunda divisão estadual - foram marcados pela reabilitação e superação. Votuporanguense e Barretos conseguiram vencer diante de seus torcedores. E os jogadores do Batatais deram uma prova de garra ao ganhar do Taubaté por 2 a 1, fora de casa, mesmo com salários atrasados e por terem dificuldades para deixar o hotel onde estavam concentrados também por falta de pagamento.

O Batatais continua enfrentando problemas. Na véspera do jogo contra o Taubaté, no Vale do Paraíba, os jogadores fizeram greve por falta de salários, mas aceitaram viajar após promessa de acerto no futuro. No final da tarde desta quarta-feira, eles ficaram presos em um hotel em São José dos Campos (SP), onde estavam concentrados. O clube não tinha dinheiro para cobrir as despesas. Houve muita discussão até a liberação.

Mas, dentro de campo, os jogadores esqueceram tudo e ganharam do Taubaté por 2 a 1, de virada. O feito valeu ao time a quarta posição, com nove pontos, dentro da zona de classificação às semifinais. O clube da casa estacionou nos seis pontos, em 15.º.

No estádio Plínio Marin, o Votuporanguense fez 2 a 1 sobre o Sertãozinho, chegando aos seis pontos em 12.º lugar. O derrotado continua com seis em 10.º, mas agora sem o técnico Júlio Sérgio, dispensado após o tropeço. Estreando o técnico Vitor Hugo no lugar de Márcio Ribeiro, o Barretos fez 2 a 0 sobre o Penapolense, em sexto lugar com oito pontos. Os barretenses têm seis, em 13.º.

À tarde, em Limeira (SP), o Mogi Mirim conseguiu um bela virada sobre o Juventus, que abriu 2 a 0, mas depois levou quatro gols em 13 minutos. O time de Mogi Mirim (SP) somou a sua segunda vitória seguida e ocupa a nona posição, com seis pontos. O da capital continua na zona de rebaixamento com quatro pontos, em 18.º, e o técnico Wilson Júnior pode cair.

Mais conteúdo sobre:
Batatais futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.