AFP
AFP

Após insultos a Hulk, torcida do Torpedo usa símbolo nazista

O Torpedo Moscou, clube da primeira divisão da Rússia, foi mais uma vez prejudicado pelo comportamento racista de sua torcida. Depois de ser punido por ofensas ao brasileiro Hulk, do Zenit, o clube terá que atuar em duas partidas com os portões fechados em casa por conta de uma faixa fascista exibida pelos seus fãs em um jogo do Campeonato Nacional.

Estadão Conteúdo

07 de abril de 2015 | 09h25

A União Russa de Futebol explicou nesta terça-feira que o clube foi punido pelo comportamento de sua torcida na vitória por 3 a 1 sobre o Arsenal Tula, no último domingo. Na ocasião, uma faixa com o símbolo do nazismo foi vista nas arquibancadas do Torpedo.

A punição não terá efeito até o mês de maio, uma vez que o clube já havia sido punido com dois jogos em casa com portões fechados por conta das ofensas ao brasileiro Hulk. Há cerca de três semanas, parte da torcida do Torpedo fez sons de macaco a cada vez que o jogador do Zenit tocava na bola.

Este, aliás, é o quarto incidente relacionado a racismo envolvendo o Torpedo Moscou nesta temporada, mas o comportamento deplorável da torcida não para por aí. O jogo de domingo diante do Arsenal também foi marcado pela violência dos fãs do time da capital russa, que atacaram torcedores do rival e a polícia. Por este motivo, o Torpedo também não contará com a presença de fãs nos próximos três jogos fora de casa, com a exceção de mulheres e crianças.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolTorpedo Moscouracismonazismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.