Mike Ehrmann/AFP
Mike Ehrmann/AFP

Após jogo contra o Brasil, Uruguai confirma novos casos de covid-19

Zagueiro Alexis Rolín e o atacante Diego Rossi testaram positivo para o novo coronavírus

Redação, Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2020 | 16h17

Um dia após enfrentar a seleção brasileira, o Uruguai confirmou nesta quarta-feira mais sete casos de covid-19 em sua equipe, entre jogadores e membros da comissão técnica. Na noite de terça, o Brasil venceu o rival por 2 a 0, em Montevidéu, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Nesta quarta, a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) informou que o zagueiro Alexis Rolín e o atacante Diego Rossi testaram positivo para o novo coronavírus. Na noite de terça, eles não saíram do banco de reservas no estádio Centenário. Também testaram positivo Alberto Pan, Jorge Rey, Richard López, Víctor Britez e Emiliano Aguirre, todos membros da comissão técnica.

"Todos os mencionados estão em bom estado de saúde e já foram implementadas as medidas adequadas para estes casos", declarou a AUF, em comunicado.

Com estes resultados, a seleção uruguaia soma agora dez casos positivos de covid-19. Os casos anteriores eram os do atacante Luis Suárez, do Atlético de Madrid, do goleiro Rodrigo Muñoz, do Cerro Porteño, e do lateral-esquerdo Matías Viña, do Palmeiras.

O jornal uruguaio Ovación, por sinal, havia atribuído ao clube paulista o surto de covid-19 da equipe nacional. Isso porque o Palmeiras vem enfrentando um surto do novo coronavírus nos últimos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.