Após jogo, torcedor do São Paulo é agredido com barras de ferro e pauladas

São-paulino é levado para o Hospital das Clínicas com ferimentos na cabeça e outras partes do corpo

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2014 | 08h22

SÃO PAULO - Um torcedor do São Paulo foi espancado com barras de ferro e pauladas por volta das 2h20 desta quinta-feira, atrás da estação da Luz, centro da capital paulista. Charles Lemos dos Santos, de 25 anos, estava no cruzamento da Rua Mauá com Cásper Líbero, acompanhado por dois amigos, quando foi surpreendido por homens que desceram de um carro. Os amigos conseguiram escapar do ataque. A Polícia ainda não sabe informar o número de homens ou o modelo do carro.

Ele foi levado para o Hospital das Clínicas com ferimentos na cabeça e outras partes do corpo. De acordo com informações do hospital, o torcedor está em observação e ainda não foi internado. Os amigos registraram boletim de ocorrência no 2º Distrito Policial (DP) do Bom Retiro. No local do crime, a Polícia apreendeu seis barras, sendo cinco de ferro e uma de madeira, além de uma camisa da Torcida Independente do São Paulo, que já foi devolvida aos colegas de Charles.

A agressão ocorreu após a eliminação do São Paulo, que deu adeus ao Campeonato Paulista depois da derrota por pênaltis para o Penapolense. A partida ocorreu pelas quartas de final do torneio, no estádio do Morumbi.

Um ataque semelhante foi registrado há um mês, na zona leste, depois de um clássico entre Santos e São Paulo. Márcio Barreto de Toledo, 34 anos, integrante da Torcida Jovem do Santos, morreu após ser agredido por são-paulinos que desceram de um carro com barras de ferro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.