Alfredo Estrella / AFP
Alfredo Estrella / AFP

Após levar 3 a 0 do Peru, Reinaldo Rueda festeja vitória do Chile sobre o México

Para treinador, jogadores demonstraram mística e respeito pela camisa da seleção chilena

Estadão Conteúdo

17 Outubro 2018 | 11h42

Depois de ter sido derrotado por 3 a 0 pelo Peru, na última sexta-feira, em Miami, nos Estados Unidos, o Chile reagiu bem ao vencer o México por 1 a 0, graças a um gol marcado aos 44 minutos do segundo tempo por Nicolás Castillo, na casa do rival, em Querétaro, em amistoso encerrado no início da madrugada desta quarta-feira (no horário de Brasília).

Após o confronto, o técnico da seleção chilena, Reinaldo Rueda, festejou o triunfo que acabou sendo importante para atenuar as críticas que recebeu pelos últimos resultados e que se acentuaram ainda mais após o revés sofrido diante dos peruanos.

"Este era um desafio interno porque cometemos erros no jogo anterior contra o Peru que nos custaram caro, mas estávamos conscientes de que podíamos melhorar. O time mostrou mística e respeito à camisa (da seleção). Teve momentos de bom futebol e isso motiva para seguir trabalhando", afirmou o treinador, em entrevista coletiva após o duelo.

Antes da derrota por 3 a 0 para o Peru, o Chile havia ficado no empate por 0 a 0 com a Coreia do Sul, no mês passado, em outro amistoso. Também em setembro, o confronto que os chilenos fariam contra o Japão acabou sendo cancelado por causa de um terremoto que atingiu a região do país asiático que abrigaria a partida.

Já pelo lado adversário, o brasileiro Ricardo Ferretti, atual técnico interino da seleção do México, afirmou que ter "ficado muito tranquilo" e se sentir "bastante bem", apesar da derrota em casa. Ele afirmou que os mexicanos exibiram volume ofensivo e acredita que a sua equipe merecia melhor sorte. "Saio tranquilo, mas não satisfeito", disse ao analisar a partida.

Eliminado pelo Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018, na Rússia, o México inicia um processo de renovação de sua seleção, da qual ficaram fora das últimas convocações nomes como Javier "Chicharito" Hernández, Guillermo Ochoa, Héctor Herrera, Giovani Dos Santos, Andrés Guardado e Héctor Moreno.

A seleção do país vinham de uma vitória por 3 a 2 sobre a Costa Rica, em amistoso na semana passada, e vem sendo dirigida por Ferretti enquanto a Federação Mexicana de Futebol tenta acertar a contratação de um substituto para o colombiano Juan Carlos Osorio, que foi o treinador da equipe nacional no Mundial e assumiu o comando da seleção paraguaia no mês passado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.