Daniel Ochoa de Olza/AP
Daniel Ochoa de Olza/AP

Após levar goleada, técnico do Real admite que errou na escalação

Rafa Benítez assume que falhou e tenta recuperar confiança do time

Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2015 | 20h53

O técnico do Real Madrid, Rafael Benítez, reconheceu que errou na escalação da sua equipe na goleada sofrida para o Barcelona por 4 a 0, neste sábado, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, pela 12.ª rodada do Campeonato Espanhol.

"Havia possibilidade para fazer melhor. Todos somos responsáveis, mas agora temos que focarmos na recuperação e pensar em dar à torcida uma alegria que hoje (sábado) não conseguimos", comentou em entrevista coletiva. "Todos temos parte de culpa. Precisamos nos unir e trabalhar. O que mais me preocupa é recuperar a confiança da equipe".

O treinador optou por colocar os medalhões em campo como Bale, Benzema e James Rodríguez e deixou o brasileiro Casemiro no banco de reservas. "Não saiu como queria. Nossa ideia era atacar, apertar e recuperar a bola no campo de ataque. Conseguimos fazer algumas vezes e outras não. Queríamos jogadores de grande nível. Queríamos jogadores com experiência e qualidade e não fomos bem", comentou.

Na opinião do treinador, não faltou atitude para a equipe. Ele afirmou que o resultado poderia ter sido diferente caso Marcelo tivesse marcado o gol quando o jogo estava em 2 a 0. O lateral-esquerdo brasileiro recebeu livre na área e bateu para fora. "A história seria diferente com o gol. Pagamos pelos nossos erros, levamos o terceiro gol e ficou mais difícil para reunir forças e buscar a reação".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.