Divulgação
Divulgação

Após liberação da China, Ricardo Goulart fica mais perto do Palmeiras

Guangzhou Evergrande concordou com a liberação do atacante por empréstimo de um ano

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2019 | 21h23

O Palmeiras está próximo de acertar a contratação do atacante Ricardo Goulart. A diretoria do Guangzhou Evergrande, da China, concordou em cedê-lo por empréstimo de um ano. A resistência dos chineses era o principal empecilho para o acerto, que já estava encaminhado entre o Palmeiras e o jogador.

Uma fatia do salário de Ricardo Goulart ficará a cargo do Palmeiras e a outra parte será assumida pela Crefisa – a patrocinadora ainda não assinou a renovação com o clube, mas as conversas estão adiantadas para um vínculo de mais três anos. 

Goulart se recupera de uma artroscopia no joelho direito na Academia de Futebol, com a autorização do clube chinês. A fisioterapia e preparação física também estão sendo feitas sob os cuidados do Palmeiras. 

Sua contratação é um desejo antigo no clube. O atleta foi peça importante na campanha do bicampeonato brasileiro do Cruzeiro, em 2013 e 2014, com Alexandre Mattos. O diretor de futebol do Palmeiras tem boa relação tanto com o atleta quanto com seu empresário, Paulo Pitombeira. 

Além disso, o atacante fez uma parceria de sucesso com Luiz Felipe Scolari, seu técnico no Guangzhou Evergrande entre 2015 e 2017. Eles conquistaram três vezes o Campeonato Chinês, duas vezes a Supercopa da China, uma Copa da China, além da Liga dos Campeões da Ásia.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasRicardo Goulartfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.