Clayton de Souza/AE - 04/09/2012
Clayton de Souza/AE - 04/09/2012

Após maratona, São Paulo curte folga nesta sexta

Longa viagem até Loja, no Equador, obriga time a mudar programação e dar descanso ao elenco

O Estado de S. Paulo

28 de setembro de 2012 | 12h49

SÃO PAULO - A longa maratona entre a cidade de Loja, no Equador, e São Paulo fez a comissão técnica são-paulina mudar a agenda prevista para o restante da semana e dar folga aos jogadores nesta sexta-feira. O cansaço após cerca de 20 horas de viagem preocupou o técnico Ney Franco que, para evitar o desgaste excessivo, abriu mão de um dia de treinamento.

Desta forma, o elenco se reapresenta somente neste sábado pela manhã, quando fará uma atividade. Logo após o almoço, os jogadores embarcaram para Curitiba, onde a equipe enfrenta o Coritiba no domingo, às 16 horas, no Couto Pereira, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Para o atacante Osvaldo, este tempo de descanso será fundamental para a partida do final de semana. "Temos de descansar nestes dias para chegar bem diante do Coritiba. Eu estou bem e quero aproveitar esse bom momento que estou vivendo novamente. Se o professor optar por mim mais uma vez, vou procurar ajudar da melhor maneira possível", comentou.

No total, o São Paulo ficou cinco dias no Equador, onde empatou por 1 a 1 com a LDU de Loja, na partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, na última quarta. A distância entre a capital paulista e a pequena cidade equatoriana fez com que a equipe precisasse passar por seis trajetos aéreos e dois terrestres.

Os próprios jogadores admitiram o desgaste, mas garantiram que ele foi minimizado pelo bom ambiente da viagem. "Esta viagem foi muito boa por um simples aspecto. Tivemos a oportunidade de ficar mais tempo juntos do que de costume. A gente pôde resenhar, brincar, se divertir, como se estivéssemos em pré-temporada. Com isso acabamos nos aproximando ainda mais. Esse grupo que sempre foi unido ganhou ainda mais força depois dessa viagem", disse o volante Denilson.

Com duas competições sendo disputadas ao mesmo tempo, caberá a Ney Franco decidir se vai priorizar alguma das duas. No que depender de Osvaldo, no entanto, o São Paulo vai com força máxima para buscar o título na Sul-Americana e o G4 no Campeonato Brasileiro.

"O São Paulo tem um elenco grande e muito bom. O Ney Franco saberá escolher os jogadores para que o time possa ir bem tanto no Brasileiro quanto na Sul-Americana. Mas o jogo no Equador já passou e temos de pensar novamente no Brasileiro, para entrar no G4", declarou o atacante.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.