Rafael Ribeiro / Vasco
Rafael Ribeiro / Vasco

Após marcar dois gols, Cano acha que vitória vai dar mais tranquilidade ao Vasco

Jogador quebra jejum de nove rodadas sem marcar, mesmo período em que a equipe não vencia

Redação, Estadão Conteúdo

14 de novembro de 2020 | 20h05

O centroavante argentino German Cano marcou os dois gols da vitória do Vasco em cima do Sport, neste sábado, na Ilha do Retiro pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Coincidência ou não, tanto o jogador não marcava há nove rodadas, como também o time não vencia pelo mesmo número de jogos na competição. Para o jogador, uma coisa leva a outra.

"Estou feliz de voltar a marcar e do Vasco também voltar a vencer. O mais importante é vencer. Eu acho que esta vitória vai nos dar mais tranquilidade para avançar melhor no campeonato", comentou o artilheiro do time, agora com nove gols. O Vasco chegou aos 22 pontos.

O Vasco não vencia desde a 10ª rodada, quando fez 3 a 2 em cima do Botafogo, no Engenhão, com um dos gols marcados por Cano. Os outros foram de Ribamar e Ygor Catatau. Neste período de jejum de vitórias, Cano sofreu uma lesão muscular e ficou fora do time por quatro jogos. "É difícil voltar depois de uma contusão, porque eu vinha num ritmo forte e tive que recomeçar tudo de novo", justificou.

Cano também garantiu que o elenco está blindado em relação aos acontecimentos políticos do clube, com a tumultuada eleição que só foi definida neste sábado. "Nós jogadores estados concentrados somente nos jogos, sem querer saber do que acontece fora de campo", confirmou.

O meio-campo Fellipe Bastos foi baixa de última hora no Vasco, porque nos exames pré-jogo acusaram o vírus da covid-19. Como Bastos estava concentrado junto com a delegação, os médicos do clube fizeram o isolamento e ele deve cumprir a quarentena de 14 dias no Recife.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.