Reprodução
Reprodução

Após marcar pênalti, árbitro de Minas é agredido e saca arma

Juiz também buscou uma algema no banco de reservas, mas jogador pulou alambrado e fugiu

Rene Moreira, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

27 de junho de 2017 | 13h33

A Polícia Civil de Passos, no Sul de Minas Gerais, apura a confusão ocorrida em um jogo do Campeonato Regional de Futebol Amador. Vídeos com o ocorrido repercutiram na internet mostrando parte das cenas da partida realizada no Estádio Municipal Starling Soares, em Passos, no domingo.

Em campo estavam o Oriente, time da cidade, e o Industrial - da vizinha Itaú de Minas (MG) -, em jogo válido pelo Grupo 2 da competição. A confusão começou depois que o árbitro Camilo Eustáquio Campos marcou um pênalti a 15 minutos do fim do segundo tempo para a equipe da casa. No tumulto, ele teria sido atingido por um soco. 

Nos vídeos, o árbitro corre para o banco de reservas e volta armado para o meio de campo. O jogador que o teria agredido, porém, acabou fugindo após pular o alambrado. O jogo teve de ser encerrado com o placar marcando 3 a 2 para o time local.

O árbitro do jogo também é policial civil e alegou ter feito o seu papel de polícia, pegando as algemas com o objetivo de prender o agressor. A Polícia Militar foi chamada e ele registrou uma queixa de lesão corporal. O técnico da equipe derrotada fez uma denúncia por abuso de autoridade. Ambas as ocorrências devem ser apuradas.

 

Tudo o que sabemos sobre:
PassosOrienteFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.