Peter Nicholls / Reuters
Peter Nicholls / Reuters

Após morte de presidente do Leicester, caixa preta do helicóptero é recuperada

Filho de Vichai Srivaddhanaprabha, jogadores e torcedores do clube prestam homenagens em frente ao estádio

Estadão Conteúdo

29 Outubro 2018 | 13h42

A polícia britânica encontrou a caixa preta do helicóptero que caiu sábado à tarde e vitimou o presidente do Leicester, o tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, após partida da equipe contra o West Ham, pelo Campeonato Inglês. O acidente ocorreu no estacionamento do lado de fora do estádio. Outras quatro pessoas morreram.

Na sede da equipe, uma coleção de flores, camisas e outros objetos estão sendo colocados pelos fãs em memória das vítimas que estavam dentro da aeronave.

A previsão é a de que os inspetores permaneçam no local do acidente até o final da semana, quando os destroços da aeronave deverão ser transportados para instalações especializadas para análises. Especialistas em engenharia, operações e dados de voo serão destacados para realizar este trabalho.

A polícia local não forneceu uma atualização sobre a investigação, mas postou em Twitter que seu drone "não estava em voo no momento em que o helicóptero saiu do estádio". Depois da tragédia, especulou-se a possibilidade deste tipo de veículo aéreo não tripulado ter provocado o acidente, mas isso foi descartado pelas autoridades.

A morte de Vichai, que estava há oito anos administrando o Leicester, ocorre depois de o clube ter causado impacto profundo no futebol inglês ao se sagrar campeão nacional de forma surpreendente, em 2016.

Através de corridas de cavalos e polo, Vichai, o proprietário da King Power, empresa sediada em Bangcoc e especializada nas populares ‘Free-Shops’, lojas que vendem produtos com isenção de impostos, encontradas principalmente em aeroportos ou grandes embarcações, tornou-se conhecido por membros da família real britânica, jogando de vez em quando com os príncipes Charles e William.

"Eu tive a sorte de ter conhecido Vichai", disse o príncipe William, o segundo na linha ao trono britânico. "Ele era um forte homem de negócios que foi dedicado a sua família e que apoiou uma série de importantes causas de caridade. Ele fez uma contribuição para o futebol, por intermédio da temporada mágica do Leicester City de 2016, que chamou a atenção do mundo."

O estreito vínculo de Vichai com a comunidade de Leicester foi refletido na série de homenagens nesta segunda-feira. "O derramamento de tristeza é um testemunho da vida de muitas pessoas tocados pelo que aconteceu com aqueles que estavam a bordo do helicóptero", disse a primeira-ministra Theresa May.

O próximo jogo do Leicester, que estava marcado para esta terça-feira contra o Southampton, pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, foi adiado.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.