Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Após não cumprir meta, Palmeiras lamenta viagem 'extra' a Santos

Derrota para o Ituano faz time ter de fazer jogo fora de casa após partida pela Libertadores

DANIEL BATISTA, Agência Estado

22 de abril de 2013 | 09h04

ITU - Os jogadores do Palmeiras entraram em campo diante do Ituano com o claro objetivo de vencer para conseguir terminar a fase de classificação entre os quatro primeiros e ter a oportunidade de decidir em casa a classificação nas quartas de final do Campeonato Paulista. Mas as coisas não saíram como esperado. Além da derrota por 2 a 1, o time alviverde ainda se despediu da primeira fase do estadual em sexto lugar. Com isso, terá que enfrentar o Santos, na Vila Belmiro, por uma vaga na semifinal. A lamentação por ter mais uma viagem pela frente foi grande.

"Tínhamos de vencer. O jogo estava controlado em nossas mãos e queríamos o G4 para jogar ao lado do nosso torcedor e pela logística. Mas isso não foi possível, então vamos trabalhar de outra maneira", lamentou o técnico Gilson Kleina.

O atacante Vinicius foi outro que lamentou o resultado e a campanha irregular. "Tínhamos conversado no vestiário que buscaríamos a vitória para entrar no G4, jogar em casa, evitar as viagens e o desgaste, pois Tijuana é muito longe. Também queríamos jogar ao lado da nossa torcida, mas tenho certeza de que vamos fazer um grande jogo na Vila (Belmiro) e, se Deus quiser, conseguir a vitória", projetou.

O jogo contra o Santos ainda não teve a sua data anunciada pela Federação Paulista de Futebol, mas a tendência é que aconteça no sábado. O Palmeiras estuda a possibilidade de tentar antecipar o jogo, já que no próximo dia 30 (terça-feira) terá de enfrentar o Tijuana, no México, pela Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.