Mohammed Dabbous/Reuters
Mohammed Dabbous/Reuters

Após 'não' do São Paulo, Ricardo Oliveira decide ficar em Dubai

Atacante assina contrato com o Al Wasl Dubai até junho de 2015

Agência Estado

23 de janeiro de 2014 | 18h57

DUBAI - Dois dias depois de anunciar o rompimento de contrato que tinha com o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, e se colocar à disposição dos clubes brasileiros, Ricardo Oliveira anunciou nesta quinta-feira que decidiu continuar no país árabe. O jogador assinou com o Al Wasl Dubai até junho do ano que vem e já deve fazer sua estreia na sexta.

Na terça-feira, quando revelou, via assessoria de imprensa, que havia rescindido com o Al Jazira, o atacante, de 33 anos, mostrou que estava disposto a retornar ao País. "Voltar a jogar no Brasil é uma possibilidade real, mas também tenho outras conversas", disse ele, na ocasião.

No mesmo dia, ligou para o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, pedindo para voltar. "Tenho carinho enorme pelo Ricardo, que teve uma ótima passagem conosco, mas não acredito que seja o momento para um retorno. Hoje, se fosse dizer, diria que agora não", afirmou o dirigente, na ocasião.

Com as portas do Morumbi fechadas, Ricardo Oliveira resolveu ficar nos Emirados Árabes Unidos mesmo. "Eles me apresentaram um projeto legal, estão investindo em jogadores de qualidade, contam com um treinador (o argentino Hector Cuper) experiente e vão brigar por títulos. Tudo isso fez com que eu decidisse aceitar este novo desafio na minha carreira", justificou ele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.