Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
FCF/ Divulgação
FCF/ Divulgação

Após negativa de volta, Federação Catarinense divulga medidas para ajudar clubes

Foram liberados recursos para compras coletivas e empréstimos de atletas

Redação, Estadao Conteudo

29 de abril de 2020 | 16h31

Após o governo do Estado de Santa Catarina negar o pedido de retorno do Estadual, a Federação Catarinense de Futebol (FCF) se reuniu com os 10 clubes e divulgou medidas para amenizar o impacto da paralisação provocada pela pandemia do novo coronavírus. Entre elas a liberação de recursos, compras coletivas e empréstimos de atletas.

O encontro ocorreu ainda na noite de terça-feira, contou também com a Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCClubes) e foi comandada pelos presidentes Rubens Renato Angelotti (FCF) e Francisco José Battistotti (SCClubes).

O comunicado diz que o objetivo é evitar a rescisão de contratos de jogadores, demissão de funcionários ou até mesmo desistências da competição. A FCF, a SCClubes e alguns clubes com melhores condições financeiras repassarão recursos para outros times. Ficou decidido o empréstimo de atletas entre os participantes do Estadual e compras coletivas de testes e equipamentos para a proteção contra o coronavírus, embora os detalhes dessas medidas não tenham sido divulgados.

A FCF havia encaminhado um pedido de retorno do futebol para o começo de maio e estava confiante após desenvolver um protocolo médico. Entretanto, o governo de Santa Catarina rejeitou a solicitação. O Campeonato Catarinense foi paralisado após as partidas da nona e última rodada da fase de classificação, em 15 de março.

Avaí, Brusque, Figueirense, Marcílio Dias, Criciúma, Juventus, Joinville e Chapecoense se garantiram nas quartas de final. Concórdia e Tubarão vão lutar, em jogos de ida e volta, contra o rebaixamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.