Eddie Keogh/Reuters
Eddie Keogh/Reuters

Após nova derrota, Chelsea demite Roberto Di Matteo

Técnico comandou mais um deslize do clube inglês diante da Juventus na Copa dos Campeões

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2012 | 08h36

LONDRES - A derrota por 3 a 0 diante da Juventus, na última terça-feira, que deixou a equipe em difícil situação na Liga dos Campeões da Europa, foi suficiente para que o Chelsea decidisse demitir Roberto Di Matteo. Nesta quarta, o clube anunciou a saída do treinador, com quem foi campeão da competição europeia na última temporada.

Com o resultado de terça, o Chelsea estacionou nos sete pontos no Grupo E da Copa dos Campeões, e na última rodada da primeira fase precisa vencer o Nordsjaelland, em casa, e torcer para um tropeço da Juventus diante do Shakhtar Donetsk para avançar às oitavas de final. Além disso, a situação no Campeonato Inglês também não é das melhores. Depois de liderar, a equipe caiu para a terceira colocação, e não vence há quatro partidas.

Os resultados em campo, no entanto, não seriam o único problema de Di Matteo. Assim como outros treinadores na história recente do Chelsea, ele estaria enfrentando problemas de relacionamento com alguns dos principais jogadores do elenco.

Todos estes fatores fizeram com que o clube optasse por demitir o técnico, mesmo após o primeiro título da Copa dos Campeões de sua história. Di Matteo assumiu o Chelsea de forma interina em março, no lugar de André Villas-Boas, mas após os bons resultados foi efetivado.

Foi sob seu comando que o time londrino conseguiu uma difícil classificação nas oitavas de final da competição, ao vencer por 4 a 1 o Napoli, em casa, após ter perdido por 3 a 1 na Itália, ainda com Villas-Boas. Depois, passou por Benfica, pelo poderoso Barcelona, até vencer o Bayern de Munique na decisão, nos pênaltis, e levantar o troféu.

O título fez a equipe garantir uma vaga no Mundial de Clubes, que será disputado em dezembro, no Japão. O Chelsea é um dos principais favoritos, ao lado doCorinthians, com quem pode cruzar na decisão da competição. Por enquanto, não foi apontado um substituto para Di Matteo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChelseaRoberto Di Matteo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.